Vazio sanitário da soja tem inicio em Mato Grosso do Sul

Vazio sanitário da soja tem inicio em Mato Grosso do Sul

Postado em: 17 de junho de 2016

Vazio sanitário da soja tem inicio em Mato Grosso do Sul

Teve início no dia 15 de junho, o período de vazio sanitário no Mato Grosso do Sul. A medida proíbe o cultivo da soja no período de 90 dias em Mato Grosso do Sul.  O objetivo da iniciativa é prevenir e combater a ferrugem asiática, uma doença que se instala nas folhas da planta e pode comprometer a produção. Além de não plantar o grão, os produtores devem eliminar todas as plantas voluntárias – conhecidas como guaxas ou tigueras – nas propriedades, seja por meio de processos mecânicos ou químicos e antes de plantar ele deve ficar atento ao prazo de cadastramento das áreas onde será feito o cultivo da soja.

Esse cadastro é obrigatório e os dados recebidos são mantidos no banco de informações da Iagro servindo de base para identificar o total de área plantada, prevenir os agricultores vizinhos quando houver foco da ferrugem por meio de alerta sanitário, além de facilitar as atividades da equipe da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro).

O descumprimento das normas do vazio, de acordo com a Lei, pode implicar em autuação da Iagro e multa de até mil UFRMS. O vazio sanitário é adotado em 12 Estados brasileiros (Tocantins, Maranhão, Pará, Bahia, Rondônia, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, São Paulo, Minas Gerais e Paraná).

Lançamento

E na próxima terça-feira (21), o governo do Estado realiza o lançamento da campanha “Plantando com Responsabilidade, se Colhe com Qualidade”, com o objetivo de destacar a importância do respeito ao período de vazio sanitário, do trabalho de eliminação das plantas voluntárias e do cadastramento das áreas onde será realizado o cultivo da soja. O evento será no auditório da Governadoria, a partir das 10h.

Por: Assessoria de Comunicação