Vacinação contra aftosa termina na próxima semana no planalto e na fronteira

Vacinação contra aftosa termina na próxima semana no planalto e na fronteira

Postado em: 23 de novembro de 2016

Vacinação contra aftosa termina na próxima semana no planalto e na fronteira

A segunda etapa de vacinação contra a febre aftosa em Mato Grosso do Sul termina daqui uma semana, no dia 30 de novembro, nas regiões do Planalto e de Fronteira. Nessas duas regiões, é obrigatória a vacinação nos bovinos e bubalinos com até 24 meses de idade.

Após esse prazo, os pecuaristas precisam fazer o registro da vacinação via web, no site da Iagro (www.iagro.ms.gov.br) ou em casos específicos, e a critério da agência, nos escritórios locais. O prazo para os produtores das regiões do Planalto e de Fronteira é entre 1º de novembro a 15 de dezembro.

O trabalho de vacinação é de responsabilidade dos produtores, porém, em alguns casos, essa vacinação é acompanhada pelos técnicos da Iagro, dentre eles, os agentes, gestores e auxiliares -, como aldeias indígenas, assentamentos, periferia e propriedades consideradas de maior risco para a enfermidade.

Pantanal

No Pantanal, a vacinação encerra no dia 15 de dezembro, com o prazo para registro de 1º de novembro a 30 de dezembro. Na região pantaneira, a vacinação é obrigatória nos animais cujos proprietários fizeram opção por vacinar em novembro.

O último foco de febre aftosa registrado em Mato Grosso do Sul foi em 2005. Atualmente, o Estado tem status de zona livre de febre aftosa com vacinação, reconhecimento internacional pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

“É muito importante o trabalho dos pecuaristas e dos servidores da Iagro para garantir o status adquirido pelo Estado, além de garantir sanidade do rebanho e saúde à mesa da população”, comentou a presidente do Sigeasfi, Luiza Coutinho.