Produtores da capital recebem orientações em nova etapa do Projeto Estadual ‘Cinturão Verde’

Produtores da capital recebem orientações em nova etapa do Projeto Estadual ‘Cinturão Verde’

Postado em: 19 de outubro de 2017

Produtores da capital recebem orientações em nova etapa do Projeto Estadual ‘Cinturão Verde’

Uma nova fase do Projeto ‘Cinturão Verde’ aconteceu na última terça-feira (17) com a reunião das equipes da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) e Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer) com parte dos produtores participantes.

Depois de receberem a visita dos técnicos no local onde produzem seus hortifrutigranjeiros, a primeira turma de produtores de Campo Grande, que haviam sido separados por região, foi reunida no Barracão do Centro de Comercialização da Agricultura Familiar, no Ceasa. No encontro, os participantes conheceram os resultados do levantamento e receberam as primeiras orientações sobre uso de agrotóxicos, zoonoses, saúde e boas práticas na produção.

Para o superintendente de Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, Produção e Agricultura Familiar, Rogério Thomitão Beretta, o que os produtores estão tendo é uma oportunidade de produzir corretamente, ampliando assim a produtividade e, consequentemente, sua renda.  Em contrapartida, eles deverão se adequar tendo em vista que a presença das equipes do Estado passa a ser constante e a parceria está prevista para ser permanente.

“Nossa busca é pela qualidade do alimento produzido. Depois de ensinar, vamos cobrar”, esclareceu, lembrando que mesmo sendo o Iagro um órgão fiscalizador, este não é o intuito principal do projeto.

Outros seis encontros estão sendo agendados para atender os 109 produtores que participam deste treinamento, que está sendo realizado como projeto piloto. A ideia, segundo Beretta, é estender este trabalho ao restante dos produtores da capital e, na sequência, aos produtores do interior.

A importação de 97% do tomate comercializado no Ceasa foi um dos exemplos dados pelo diretor presidente da Agraer, Enelvo Felini, para destacar a importância do trabalho de assistência técnica e de intervenções do Estado, através de projetos como este, que podem incentivar a produção em municípios com vocação para tal cultura, ao mesmo tempo em que ensinam o produtor a utilizar de forma correta os insumos.

Os produtores rurais também serão orientados por meio de treinamentos realizados pelo setor de Educação Sanitária da Iagro, que é coordenado pela gestora estadual agropecuária, Terezinha Cléa Signorini Feldens. Serão ministradas palestras interativas com os produtores para orientar sobre os perigos do agrotóxico para a saúde pública se não for usado corretamente.

Texto e fotos: Assessoria de Comunicação Iagro