Pecuaristas precisam ficar atentos com mudanças na vacinação contra aftosa

Pecuaristas precisam ficar atentos com mudanças na vacinação contra aftosa

Postado em: 26 de março de 2019

Pecuaristas precisam ficar atentos com mudanças na vacinação contra aftosa

A Iagro já iniciou os preparativos para a próxima campanha de vacinação contra a febre aftosa, a ser realizada no período de 1º a 31 de maio deste ano. E os pecuaristas devem estar atentos, porque a partir dessa campanha haverá alteração na composição da vacina, que passará de trivalente (vírus A O e C) para bivalente (vírus A e O), e na dosagem da mesma, que passará de 5 ml para 2 ml. Em maio, a imunização abrange todo o rebanho de bovinos e bubalinos.

Com a mudança de 5 ml para 2 ml, a expectativa é de que diminuam as ocorrências de reação nos animais. Segundo o diretor-presidente da Iagro, Luciano Chiochetta, a redução da dosagem pode resultar na diminuição das reações, como caroços e inchaços. “E tem outra coisa, os frascos serão menores, vão ocupar menos espaço para transporte, armazenamento e é claro no gasto com a refrigeração”.

Conforme explica o diretor-presidente da Iagro, as novas regras seguem o Plano Estratégico 2017-2026 do Programa Nacional de Febre Aftosa (PNEFA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Mapa, e ainda a Instrução Normativa Mapa nº 11 de 22 de janeiro de 2018.

As novas medidas atendem as estratégias para a retirada da vacinação contra a febre aftosa, a partir de 2021, conferindo ao Brasil o status de país livre de febre aftosa, sem vacinação, com a erradicação da enfermidade, até 2023.

Os produtores rurais e as revendas agropecuárias devem observar as mudanças, especialmente no que tange à aquisição e aplicação das vacinas. Veja os principais cuidados:

  • Compre as vacinas somente em lojas registradas;
  • Verifique se as vacinas estão na temperatura correta (2° C a 8° C);
  • Para transportá-las, use caixa térmica, coloque três partes de gelo para uma de vacina e lacre;
  • Mantenha a vacina no gelo até o momento da aplicação. Escolha a hora mais fresca do dia e reúna o gado. Mas lembre-se: só vacine bovinos e búfalos;
  • Durante a vacinação, mantenha a seringa e as vacinas na caixa térmica e use agulhas novas, adequadas e limpas. A higiene e a limpeza são fundamentais para a boa vacinação;
  • Agite o frasco antes de usar e aplique a dosagem certa em todos os animais: 2 ml;
  • O lugar correto de aplicação é a tábua do pescoço, podendo ser no músculo ou embaixo da pele. Aplique com calma;
  • Não esqueça de preencher a Declaração de Vacinação e entregá-la no Iagro junto com a Nota Fiscal de compra das vacinas.

Por: Assessoria de Comunicação da Semagro