Iagro captura 51 morcegos transmissores da raiva na zona rural em Ribas

Iagro captura 51 morcegos transmissores da raiva na zona rural em Ribas

Postado em: 18 de julho de 2016

Iagro captura 51 morcegos transmissores da raiva na zona rural em Ribas

Com auxílio de alta tecnologia e imagens de satélite, técnicos da Iagro (Agência Estadual Sanitária Animal e Vegetal) de Campo Grande e Ribas do Rio Pardo localizaram e capturaram, no último dia 8 de julho, uma colônia de morcegos hematófagos, popularmente conhecidos como morcegos vampiros. Os morcegos, ao todo 51, sendo 17 machos e 34 fêmeas, estavam em imóvel localizado numa fazenda no município de Ribas do Rio Pardo, que fica há cerca de 15 quilômetros da zona urbana.

“Por meio desse sistema de localização, que além de imagens de satélite, usa tecnologia Google, nós localizamos a colônia em uma tapera nessa fazenda”, explicou o médico veterinário e fiscal agropecuário, Francisco Bezerra de Carvalho Neto.

De acordo com o médico veterinário Fabio Shiroma de Araújo, coordenador do Programa Estadual de Controle da Raiva dos Herbívoros do Iagro, a agência tem realizado trabalho preventivo há bastante tempo.

“No Estado, nos últimos anos, a gente tem intensificado bastante essas ações, tendo realizado em torno de 400 vistorias de abrigos por ano e, consequentemente, aqueles abrigos com morcegos hematófagos a gente faz o controle dessa população. No último ano, capturamos e tratamos quase 2.300 morcegos hematófagos”, explicou Shiroma.

Fabio Shiroma destaca ainda que o aumento da presença do morcego vampiro na região pode estar atribuído a mudança da matriz econômica pela qual passa Ribas do Rio Pardo.

“Particularmente, o município de Ribas vem tendo uma transformação em sua matriz econômica, ou seja, retirando a bovinocultura, implantando a silvicultura. Então, em uma determina região que você tinha uma população expressiva de bovinos, você retira-os para plantar eucalipto, e esses morcegos que vinham se alimentando de bovinos, eles têm que procurar outras regiões com bovinos. E nesses casos, ocorre a disputa entre os morcegos e a possível transmissão da raiva entre eles. Por isso que a gente vem fazendo esse serviço preventivo, evitando que a raiva se dissemine entre os morcegos e, consequentemente, para os animais”, explicou o coordenador.

O chefe do escritório local de Ribas do Rio Pardo, o médico veterinário Rogério de Grandi Castro Freitas, disse que o aumento da presença desse tipo de morcego em propriedades riopardenses começa a preocupar. Em junho deste ano, 18 hematófagos foram encontrados em uma chácara na região do Balneário Mantena.

“Está começando a preocupar, porque nos últimos anos tem acontecido de aparecer colônias em Ribas do Rio Pardo que não apareciam antes. O ano passado teve um foco de raiva aqui no município em bovinos. Já encontramos mais ou menos três colônias na região do Imbirussu e agora, em volta da cidade, no Mantena, beira do Botas, por isso está preocupando. A orientação é a vacinação do rebanho”, disse.

Rogério de Grandi orienta que, aqueles moradores de locais que têm a presença de morcegos e suspeitam que sejam hematófagos, que procurem a Iagro de Ribas com urgência. A recomendação da agência para os produtores que observarem casos suspeitos é para que não manuseiem os animais, sob risco de adquirir a doença.

A Iagro de Ribas do Rio Pardo fica localizada na Rua Carlos Anconi, 1667 – Jardim Vista Alegre. O telefone é (67) 3238-1270.

Por: Rodrigo dos Santos/Rádio90FM