Força-tarefa vai auxiliar granjas avícolas na adequação de normas do Mapa

Força-tarefa vai auxiliar granjas avícolas na adequação de normas do Mapa

Postado em: 29 de janeiro de 2018

Força-tarefa vai auxiliar granjas avícolas na adequação de normas do Mapa

Nesta semana, será iniciada uma força-tarefa para verificação in loco dos problemas enfrentados pelas granjas avícolas de MS que ainda não conseguiram realizar as adequações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e protocolar o pedido de registro junto à Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro). As visitas serão coordenadas pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro).

As exigências do Mapa foram publicadas na instrução normativa IN 08 que traz novas regras de adequações sanitárias que devem ser cumpridas pelas granjas com atividade comercial. A data limite para que os aviários façam o pedido de registro junto à agência, termina no dia 3 de março.

A realização da força-tarefa foi anunciada após reunião do secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, o superintendente de Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, Produção e Agricultura Familiar, Rogério Beretta e o diretor presidente da Iagro, Luciano Chiochetta, com representantes das Associações de avicultores do Estado e das empresas integradoras, técnicos da Semagro e da Iagro, além de representantes do Ministério e da diretoria da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul) para fazer um balanço sobre o andamento do cumprimento da demanda.

Hoje, mais de 80% das aves abatidas no Estado são oriundas de granjas que já possuem o registro, mas o número de unidades ainda chama a atenção e preocupa o Governo do Estado, por se tratarem principalmente de unidades de menor porte.

Dados da Iagro apontam que, em 2017, Mato Grosso do Sul abateu 150 milhões de cabeças de frango, e ocupa a 8ª colocação nacional em número de abates. Os municípios com maior rebanho são: Sidrolândia, Dourados, Terenos e Itaquirai.

FCO para a Avicultura

Durante o encontro, o secretário Jaime Verruck informou que na primeira reunião do Conselho Estadual de Investimentos Financiáveis pelo FCO de 2018, foram aprovados R$ 14,281 milhões em financiamento para novos aviários que deverão ser instalados em Dourados e Ivinhema.

Com informações da Semagro

Foto: Agência de Notícias Embrapa