Convênio de R$ 3,2 mi vai reforçar defesa sanitária de MS

Convênio de R$ 3,2 mi vai reforçar defesa sanitária de MS

Postado em: 5 de julho de 2016

Convênio de R$ 3,2 mi vai reforçar defesa sanitária de MS

O ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, assinaram convênio, nesta terça-feira (5), para reforçar a estrutura de defesa sanitária do estado. O acordo prevê a destinação de R$ 3,257 milhões para ampliar o controle nos 740 quilômetros da fronteira seca de MS com o Paraguai e a Bolívia. As ações serão executadas pela Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro). Parlamentares da bancada sul-mato-grossense participaram da solenidade.

Blairo Maggi destacou que o papel do Mapa é ser o mais rápido possível e proativo no atendimento das demandas que chegam. “Sabemos da importância de Mato Grosso do Sul para o agronegócio brasileiro, porque tem sido líder em vários segmentos agropecuários. Reconhecemos que os recursos são insuficientes, mas é o que está disponível neste momento. Quando chegamos no ministério, uma boa parte do orçamento já tinha sido gasta ou estava comprometida, limitando nossa margem de atuação.”

Os recursos do convênio deverão ser usados na estruturação do serviço de defesa agropecuária, com a utilização de sistemas informatizados, instalação de postos de fiscalização e suporte aos fiscais agropecuários, mediante a compra de equipamentos e veículos.

Segundo o secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, Luis Rangel, a verba é maior que a destinada a outros estados por causa da vulnerabilidade da fronteira seca, onde é intenso o trânsito de produtos de origem animal e vegetal. Mato Grosso do Sul, acrescentou Rangel, tem um dos melhores projetos de implantação do Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi).

mapa-site

Fonte: Assessoria de comunicação social do Mapa