Atestado de vacinação contra Influenza Equina é obrigatório para transporte de animais em MS

Atestado de vacinação contra Influenza Equina é obrigatório para transporte de animais em MS

Postado em: 6 de outubro de 2017

Atestado de vacinação contra Influenza Equina é obrigatório para transporte de animais em MS

Foi estabelecida em Mato Grosso do Sul a obrigatoriedade da apresentação do atestado de vacinação contra a Influenza Equina (gripe equina) para que se possa emitir a Guia de Trânsito Animal (e-GTA/GTA manual) de equídeos para aglomeração com finalidade comercial e aglomeração sem finalidade comercial, através da portaria IAGRO/DDSA nº 3573/17, publicada em julho.

Considerando a vacinação como principal ferramenta de controle da Influenza Equina, a agência faz o alerta aos criadores, promotores e participantes de eventos como leilões, exposições, laçadas e outros eventos onde haja aglomeração de animais, para a importância e detalhes da medida, que vale para o trânsito dentro e fora do Estado. O objetivo é preservar as condições sanitárias do rebanho equídeo sul-mato-grossense das doenças de notificação obrigatória e as instruções do Ministério da Agricultura e Abastecimento (MAPA).

Segundo o diretor presidente da agência, Luciano Chiochetta, o trânsito é permitido se acompanhado do atestado de vacinação, e-GTA ou GTA manual e demais exames obrigatórios. Já os atestados de vacinação de outros Estados são válidos, desde que, constem os dados e a resenha do equídeo, além de constar a vacina (laboratório/marca) utilizada com seu respectivo número do lote/partida e data de validade, o número da nota fiscal do produto, a data da vacinação e a assinatura e carimbo do médico veterinário devidamente inscrito no Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV).

Luciano esclarece ainda que o prazo de carência para emissão de e-GTA ou GTA manual que estava estabelecido para no mínimo 15 dias só começará a ser exigido a partir do dia 20 de outubro. A validade da imunização para emissão da guia é de no máximo 360 dias. Os equídeos com idade inferior a 6 meses são isentos da apresentação de atestado de vacinação contra Influenza Equina, desde que acompanhados da mãe portando atestado.

Conforme a portaria, é permitida a apresentação de cópia autenticada em cartório ou pelo serviço veterinário oficial (SVO) do comprovante de vacinação do passaporte equino, desde que conste todos os dados exigidos.

Fonte: Assessoria de Comunicação Iagro – Foto: Portal Escola do Cavalo